Opinião de Ana Rodrigues

Primeiro vieram as AECs, ali pelos idos de 2005… De um dia para o outro e sem nada ser discutido ou preparado, as escolas do 1 ciclo viram-se a braços com um novo regime de funcionamento, com a introdução no espaço escolar de umas actividades que visavam entreter os meninos e aliviar as famílias dessa tarefa hercúlea, que é terem de lidar com os filhos e os seus horários escolares. Era a resposta social da escola às famílias, bradavam todos com entusiasmo.

10388089_832852873419268_4213830406109876393_nAs AECs logo se revelaram um logro e uma pesada herança para escolas, alunos e professores que viram os seus horários sobrecarregados, as suas vivências atropeladas e a sua rotina devassada… Mas ninguém se preocupou com a avaliação do assunto.
Passaram muitas fases, desde aquela em que os professores do 1º ciclo supervisionavam as actividades, da outra em que paravam as suas aulas para entrarem as AECs, da outra ainda em que lhes exigiam que avaliassem as atividades, até à actual em que têm diariamente que dirimir com pais, alunos e auxiliares, os litígios das actividades do dia anterior.

Veio depois o dia, há dois pares de anos, em que a tutela percebeu que se usasse de astúcia poderia manter os meninos do 1º ciclo ocupados, poupando dinheiro. Vai daí acabou com um turno de AECs e aumentou o horário aos professores do 1 ciclo em meia hora diária. Correu-lhes bem a manha, de modo que, dois anos depois, nova epifânia:
Passar o inglês a atividade curricular e pagar menos duas horas de atividades semanais. Desta vez correu ainda melhor, de uma só cajadada agradaram a pais e aos muitos professores de inglês sem trabalho que assim viram aumentar as suas hipóteses de um horário. Este ano a coisa alargou ao 4 ano e, em vez de duas horas menos de AECs semanais, passaram a quatro por cada duas turmas de 3º e 4º anos.
E o desemprego docente vai sendo mascarado. E os monitores das AECs vão andando entretidos pensando que são professores. E os lobbies mais díspares, vão percebendo que no 1º ciclo tudo cabe e tudo se arranja, aproveitando por isso a oportunidade para abocanharem o seu quinhão. É assim que agora “alguém” se lembra que os pobres meninos do 1º ciclo, um dia inteiro entregues aos incapazes dos professores do 1º ciclo, precisam de atividade física, essa disciplina que os tais incapazes jamais conseguiriam leccionar de forma cabal… Portanto para o ano, com o aplauso geral, os alunos do 1º ciclo terão finalmente a tão desejada e merecida educação física, imaginando eu que, uma vez mais, os professores do 1º ciclo esperarão pacientemente que alguém “credenciado” entre pelo seu horário e trabalhe com a sua turma, para depois retomarem a sua actividade lectiva, quem sabe até às 18 ou 19 horas… Finalmente, talvez a escola vire abrigo em vez de resposta social às famílias e vivamos todos felizes para sempre… O pior é que os professores do 1º ciclo não são o burro do espanhol, um dia vão cair para o lado.
Ninguém aguenta tanta desfeita indefinidamente, vejam lá a vossa vida.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em primeirociclo. ligação permanente.

Uma resposta a Opinião de Ana Rodrigues

  1. coeh diz:

    Helena Canaria
    Pluridocência mascarada não vão os professores pedir redução de horário…

    Gostar

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s