De pequenino se torce o pepino, ai é o destino!

No tempo em que aconteceu o 25 de abril vivia em Beja, numa rua próxima da sede do PCP. Na minha juventude após a data citada, comecei a ler o “Avante” e um dia até fui à sede do dito partido. Contudo de uma situação de sentido único surgiu um horizonte diferente, e de múltiplas direções. Sempre fui rebelde e escolhi outro grupo de amigos. Os sindicalistas do jornal  A Batalha (1919 — 1927) foi um periódico operário de tendência anarco-sindicalista fundado em 23 de Fevereiro de 1919 que reapareceu com a liberdade do 25 de abril.

Acho que cheguei a ser assinante (uns meses) embora não tenha nenhum exemplar. Com o derrube da ditadura portuguesa, em 25 de abril de 1974, um grupo de velhos militantes anarco-sindicalistas, entre os quais Emídio Santana, um dos autores do atentado falhado, em 1937, contra o ditador Oliveira Salazar, retomaram a sua publicação. O jornal trazia com frequência notícias de antigos militantes que fisicamente nos iam deixando, e o jornal também desapareceu.

 

Resultado de imagem para A Batalha jornal anarco sindicalista

Continuo a pensar que o poder corrompe!

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Falsificou documentos para lecionar

Falsificou documentos para lecionar

Comentário: Não o fez suficiente bem para passar na história sem ser apanhado.

Há por ai (na net subterrânea) quem arranje uns diplomas falsos (com intromissão em ficheiros de universidade estrangeiras) e com o pedido de uma segunda via aparece uma coisa mais credível. Se for estrangeiro é mais fácil pois ninguém sabe o seu passado.Cat

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Como é que eu consigo ensinar se não me ouvem…

Estou chateado, de mau humor e zangado com os meus alunos. Talvez esteja a ficar velho e a minha paciência diminui a olhos vistos. Mas fico sempre com a sensação que muitos miúdos simplesmente não ouvem.[…]distraido

Fonte: Como é que eu consigo ensinar se não me ouvem…

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Opinião-José Manuel Escrevente

14484854_1133554236682462_8326224143371327723_n1

Publicado em primeirociclo | 1 Comentário

Ana Rodrigues Martins

Ana Rodrigues Martins

7 h ·

Coisas que é preciso sublinhar e não esquecer:
Há quatro anos, quando o então ministro Crato retirou os intervalos da componente de trabalho dos professores do 1° ciclo, o sindicato de que eu era dirigente foi conivente. E foi-o apesar da imensa guerra interna que uma mão cheia de dirigentes do 1° ciclo então desenvolveu.
Os intervalos continuam fora da nossa componente de trabalho diário. Este ano o calendário lectivo do 1° ciclo será maior.
É possível acreditar na defesa das nossas condições de trabalho?

comentário para quê?

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Entrevista a Agnelo Figueiredo

Como pensa este diretor! 1parte

“Vejo os professores demasiado cansados até para lutar pelos seus direitos”

Publicado em primeirociclo | 1 Comentário

Hoje foi dia de visita de dirigentes sindicais à escola onde trabalho. O intervalo, não letivo fica em geral em 15 minutos ou menos, pela necessidade de terminar trabalhos. Querer debitar mais de uma dezena de temas em 15 minutos convenhamos que é desadequado. Ninguém quis usar as horas a que tem direito, pelo que só chegaram ao ponto 2. Prometeram voltar. Se estiver nesse dia na escola,13924918_1437865216230138_4665136474829210664_n lá os espero.

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Política educativa atual, coragem ou cobardia?

Com o início do ano letivo, podemos constatar que o Ministério da Educação não reduziu o número de alunos por turma nem reverteu as injustiças do anterior governo. Por outro lado, acabou com os exames do 1.º e 2.º ciclo e alterou os contratos que mantinha com algumas instituições de ensino privado. Por isso, fico com dúvidas: a política educativa do atual governo revela coragem ou cobardia?

Na minha opinião, o acordo parlamentar promoveu o diálogo e o debate sobre as políticas educativas. Os partidos que apoiam o governo já disseram claramente o que defendem para a educação. Talvez por isso, o Ministério da Educação já tenha aplicado algumas medidas que para uns demonstraram coragem mas para outros não passaram de um ato de cobardia.[…]

É fundamental que nós, como pedagogos, tenhamos uma maior participação na vida política, sindical e associativa. Temos que reclamar o direito a participar e a ser ouvidos pelos vários intervenientes. Temos que ser uma voz ativa com pensamento crítico e construtivo, que não se limite a participar no ato eleitoral de 4 em 4 anos. Temos que ir para os partidos, para as associações e para os sindicatos defender a Escola. É ela que molda a sociedade e é a base para o crescimento social e económico.[…]

Fonte: Política educativa atual, coragem ou cobardia?

comentário: Muito cobarde foi a manutenção dos intervalos como hora não letiva e das turmas com dois e mais anos de escolaridade em número elevado. O aumento de professores de apoio educativo é positivo, mas insuficiente.

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

secretária de estado da educação foge de manisfestantes

JN

divulgacao-megafone

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Hoje na taberna da maré e no Forte e Feio

Image | Publicado em por | Publicar um comentário

Quem faz ainda testes do PNLNM?

Gostaria de saber as escolas onde se continuou a fazer estes testes?

Resultado de imagem para plnm

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Resultados | Concurso de Professores – A Nossa Opinião Também Conta!

Os blogues ComRegras e DeAr Lindo uniram esforços no sentido de conhecer a opinião dos professores portugueses sobre um tema que brevemente estará em negociação – o concurso de professores. Os resultados deste inquérito permitem dar voz a milhares de professores e é nossa esperança que seja tido em consideração no momento devido. Brevemente será […]

Fonte: Resultados | Concurso de Professores – A Nossa Opinião Também Conta!

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Infantilização Parental

Fonte: Infantilização Parental

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Professores desiludidos com a profissão

http://www.educare.pt/noticias/noticia/ver/?id=114762

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

tou a começar a ficar farto desta merda

Peço desculpa do português, incorreto para um professor. Como da extensão da coisa, mas, a um e a outro, não resisti. A semana que passou ficou recheada por apontamentos, mais ou menos consistentes, de maior ou menor qualidade, sobre a escola portuguesa. Na SIC notícias foi uma grande reportagem passada ao longo de um ano […]

Fonte: tou a começar a ficar farto desta merda

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Turmas em inconformidade com a lei

Oito mil turmas fora da lei por terem mais de dois aluno com NEE

verdade

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Domingo

Contra todas as minhas mais profundas fés e crenças, religiosas e cívicas, tenho ali duas turmas de testes-diagnóstico a pedir para serem vistas, em nome da minha promessa de nunca entregar nada ma…

Fonte: Domingo

No 1*ciclo também se fazem testes diagnósticos, com exceção de alguns agrupamentos onde se percebeu que o mais importante era começar a trabalhar de imediato com os alunos. As 25 horas diárias com os mesmos alunos é  mais que suficiente para perceber o que é necessário planificar.

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

As turmas mistas já deviam ter acabado

Setepecadosimorais

turma_mista21

Estas crianças e estes pais não pedem ao Ministério da Educação nada de mais, nada a que não tenham direito.

E o Ministério que não lhes envie um professor de apoio, uma solução de remedeio palerma, mas outro professor. O custo é semelhante, mas a dignidade e o respeito são bem diferentes.

Gabriel Vilas Boas

 

 

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Um comentário que revela desigualdade incompreensível

 Como é possível um professor da educação especial estar a lecionar no primeiro ciclo e contarem o tempo letivo com 45 minutos e por isso reagrupa os 15 minutos excedentes. Assim só tem 18 horas letivas pelo que tem um dia livre por semana. Uns são filhos do pai ( diretor) e outros filhos de mãe incerta.

Bazófias

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário

Manuais escolares no Aventar

Manuais Escolares

Os do 1 ciclo têm  demasiados livrinhos anexos.

Publicado em primeirociclo | Publicar um comentário