Uma no cravo outra na ferradura

Regime especial de aposentação garantiria colocação de todos os desempregados

As listas de colocação de professores ontem divulgadas pelo ME, como a FENPROF já afirmou, permitiram, em relação a anos anteriores, a colocação de mais de 3000 docentes em escolas que teriam agora de promover um penoso processo de “BCE” que se arrastaria durante um mês ou, em alguns casos, mais tempo ainda. Esta é uma das várias vantagens da extinção das BCE, mecanismo a que se sujeitavam cerca de 1/3 das escolas e agrupamentos.

Contudo, como a FENPROF assinalou de imediato, o resultado deste concurso veio confirmar que o terrível drama do desemprego continua a abater-se sobre os professores com uma violência enorme: dos 36.103 candidatos a este concurso (já retirados os 100 que entraram nos QZP pela chamada “norma-travão” e deduzidas as multicandidaturas), 28.797 não obtiveram colocação. É natural que, até final do primeiro período letivo, cerca de mais 8.000 professores sejam contratados pelas escolas. Ainda assim, 20.000 ficarão no desemprego, não podendo esquecer-se que nos últimos 5 anos, mais de 12.000 professores “desapareceram” dos concursos, o que significa que desistiram de concorrer.

O Secretariado Nacional da Fenprof (link no texto)

Comentário: Nem uma palavra sobre a especificidade da monodocência.

A revogação do regime especial de aposentação foi mal negociada. Procura-se agora abranger todos os docentes segundo o titulo da nota. Podemos esperar…upmain

Esta entrada foi publicada em primeirociclo. ligação permanente.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s