Dois Modelos de Produção de Sucesso

sinal

O Meu Quintal

A entrevista de Nuno Crato ao DN no domingo e um artigo de Maria de Lurdes Rodrigues no Público Online de ontem são excelentes pistas para compreendermos o que une e o que divide duas formas de encarar a produção de sucesso a partir da 5 de Outubro.

  • No caso de Nuno Crato (a “Direita”), a opção foi por retirar os produtores de insucesso da generalidade das turmas regulares, remetendo-os para vias pretensamente profissionalizantes desde os 13 anos e libertando-os de terem de fazer provas finais, enquanto pressionavam as escolas e os professores para apresentarem o máximo sucesso possível na avaliação interna dessas vias “alternativas”. Ao mesmo tempo, e com naturalidade, o sucesso aumentaria nas turmas assim “limpas” de elementos menos desejáveis.
  • No caso de Maria de Lurdes Rodrigues e da actual equipa ministerial (“a “Esquerda”), a opção foi por acabar com os “exames” até ao 6º ano, manter o…

View original post mais 138 palavras

Esta entrada foi publicada em primeirociclo. ligação permanente.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s