Fácil, básica, acessível. Assim foi a prova de aferição de Português

publico.pt/afericao-2-e-5-ano     enunciados aqui

Estudantes do 2.º, 5.º e 8.º ano deram nesta segunda-feira início à temporada de provas e exames nacionais.

Maria não tem dúvidas: “Era muito parecido com o exame do 4.º ano.” Beatriz concorda: “Parecia mais uma prova de cruzinhas do que uma prova de Português.”

A prova incluía a interpretação de dois textos, entre eles um excerto de A Floresta, de Sophia de Mello Breyner, um exercício de escrita narrativa e exercícios de gramática. Foi aqui que o vocativo e a pronominalização dos verbos podem ter sido as armadilhas da prova…

Também a prova de Português do 2.º ano era “acessível, dentro daquilo que se preparou”, descreve a professora Fátima, que foi coadjuvante nesta segunda-feira. A professora do 1.º ciclo destaca alguns termos “que precisavam de uma explicação adicional”. Também as perguntas podiam ser mais directas e adequadas às crianças de sete anos, aponta a docente, repetindo uma crítica várias vezes feita no âmbito de provas e exames nacionais.

Esta entrada foi publicada em primeirociclo. ligação permanente.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s