expresso.sapo.pt-Cavaco-nao-suporta-que-a-realidade-nao-seja-cavaquista

Não sei que decisão tomará Cavaco Silva. Sei que não é o futuro do país que o faz vacilar tanto. Nem é o futuro do PSD. Nem sequer é a sua própria popularidade. O que deixa Cavaco doente é haver tanta gente que não tem em conta a sua autoridade. É ele, que nunca se engana e que raramente tem dúvidas, dizer uma coisa e essa coisa não acontecer. É poder haver um governo que toma posse quando ele decidiu que não o devia fazer. Cavaco não é apenas, como quase todos os políticos, um incorrigível vaidoso. É um caso patológico de soberba…

Como se viu em momentos simbólicos fundamentais, de que o 5 de outubro é apenas um exemplo, Cavaco tem uma total incapacidade de separar os cargos que ocupa da sua própria pessoa. Não tem qualquer sentido de Estado. Quem o ouve falar dos mercados ou se recorda da forma como ouviu calado, há uns anos, um ralhete insolente do presidente da República Checa também sabe que o patriotismo não lhe é automático. Faltam-lhe cultura política e leituras para ter motivações ideológicas. Cavaco é apenas cavaquista. Também lhe falta sentido de humor para gostar do jogo. E ao contrário do que se diz, nunca foi líder de facção. Quem se lembra como deixou o seu partido pendurado num tabu e tramou Fernando Nogueira sabe que Cavaco não se incomoda com a desgraça do seu partido se o PSD perturbar os seus interesses pessoais…

Advertisements
Link | Esta entrada foi publicada em Política. ligação permanente.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s