De professor privilegiado a professor castigado

A inveja indisfarçável de quem via colegas de profissão começar uma nova vida, às vezes antes dos 55 anos de idade, e a má fé de políticos e sindicalistas, fez com que o governo da nação tornasse as carreiras docentes do ensino básico e secundário uniformes na idade da reforma, 66 anos. Para tal criou uma lei, que supostamente compensa os professores do 1º ciclo da ausência da  dispensa letiva progressiva, regalia dos  professores do 2,3 ciclos e secundários. Arranjou dois anos letivos sem componente letiva, aos 25 e 33 anos de serviço, a marcar passo, a fazer o que a direção entender, e aos 60 anos (idade do(a) velho(a) professor(a) avô/avó) redução de 5h letivas se dispensar turma, e lecionar apoios e substituições.Pizza  

 

Esta entrada foi publicada em primeirociclo. ligação permanente.

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s